Estudos Biblicos

A importância e necessidade da interpretação bíblica – I

“O Deus da Bíblia, e nenhum outro, pode satisfazer as necessidades humanas. Seu código moral atravessou durante séculos as chamas da controvérsia, mas não ficou nem mesmo com cheiro de queimado”. D. J. Burrel

INTRODUÇÃO

A interpretação de textos talvez esteja mais presente em nosso cotidiano do que tenhamos imaginado. Ao recebermos um e-mail, uma carta, um SMS por celular ou ainda uma mensagem escrita via Wahtsapp e é claro, em nossas leituras da Bíblia, seja nos nossos momentos devocionais ou nos momentos de culto e assim por diante. Todos esses textos precisam ser primeiro interpretados por nós, para que depois possamos receber e compreender a mensagem contida neles. Diante disso, algumas perguntas pertinentes nosso ocorrem nesse momento: Afinal de contas, a leitura de um determinado texto permite mais de uma interpretação? Se permite, isso se aplica à leitura da Bíblia? Pois bem, consideremos a seguir essas e outras questões importantes relacionadas à interpretação das Sagradas Escrituras.

 

I. HERMENÊUTICA,

A CIÊNCIA DA INTERPRETAÇÃO BÍBLICA

Definição

A hermenêutica pode ser tanto bíblica quanto secular. Ela não é apenas a arte ou a ciência da interpretação de qualquer texto; antes de tudo, é uma ciência que procura também o significado da palavra como evento histórico, social e de vida. Hermenêutica Bíblica é a disciplina da Teologia Exegética que ensina as regras para interpretar as Escrituras e a maneira de aplicá-las corretamente. É a ciência da compreensão de textos bíblicos. O termo “hermenêutica” procede do verbo grego hermeneuein, usualmente traduzido por “interpretar”, e do substantivo hermeneia, que significa “interpretação”. A Teologia Exegética, onde se situa a Hermenêutica, deriva dos dados da forma, estrutura e gramática e dos contextos históricos e literários dos livros da Bíblia.

 

Afirma-se que a palavra “Hermenêutica” deriva-se do nome do deus grego “Hermes”, que na mitologia grega era o deus responsável por transmitir as mensagens dos deuses aos seres humanos e interpretá-las para eles. É interessante que a Bíblia faz uma referência sutil a esta crença. Em Atos dos Apóstolos narra-nos o “médico amado” Lucas que Paulo, quando da cura de um coxo em listra, foi chamado pelos moradores desta cidade de Mercúrio, que é a forma romana do nome grego Hermes. Diz o evangelista: “E as multidões, vendo o que Paulo fizera, levantaram a voz, dizendo em língua licaônica: Fizeram-se os deuses semelhantes aos homens e desceram até nós. E chamavam Júpiter a Barnabé, e Mercúrio, a Paulo, porque este era o que falava” (At 14.11,12). Note a expressão “porque este era o que falava”, que é um indicativo da crença popular a respeito do deus mitológico Hermes (aqui chamado de Mercúrio), onde ele era considerado o porta-voz dos deuses. Uma vez que Paulo certamente era mais eloquente na pregação, os habitantes de Listra, ao verem o milagre operado por Deus através de Paulo na vida do coxo, associaram isto à sua eloquência e passaram a chamar-lhe de Hermes. Como vemos, se a origem do termo Hermenêutica está relacionada ao nome do deus Hermes, logo de partida o termo já indica ou sugere compreensão de mensagem ou de mensagens.

 

II. SITUANDO A HERMENÊUTICA NA TEOLOGIA

Existem dois tipos principais de hermenêutica que o leitor ou a leitora deve ter ciência. Primeiro, temos a Hermenêutica Geral, que se aplica a qualquer obra escrita; em segundo lugar, temos a Hermenêutica Específica, ou Hermenêutica Especial, que se aplica a determinados tipos de produções literárias, em diversos campos ou ramos do conhecimento humano, como leis, história, filosofia, poesia, etc. No nosso caso, estamos situados aqui – no campo da Hermenêutica Especial – pois estaremos estudando a Hermenêutica Bíblica, também chamada de Hermenêutica Sacra ou Sagrada.

 

A hermenêutica bíblica é fundamental para a Igreja de Cristo, como corpo, como um conjunto de pessoas que é, e é também essencial para o cristão e a cristã individualmente. Todos nós deveríamos nos preocupar muito em conhecer esta disciplina teológica tão vital em nossos dias, em nossos cultos e ministrações e que, portanto, tem o seu lugar. A Igreja é dependente em muitos aspectos de um Livro, e esse Livro é a Bíblia, e compreendê-lo corretamente é algo impreterível. A hermenêutica bíblica nos ajuda a entender o que o texto bíblico está nos dizendo, porque está dizendo e qual seu sentido conforme no-lo apresentado em seu ambiente. Isto nos aproxima mais da intenção original do texto bíblico, quanto à sua mensagem e ensino.

 

Algo importante que precisamos ter em mente é que a hermenêutica não deve ser confundida com a própria Teologia Exegética. A hermenêutica é na verdade parte da Teologia Exegética. Aquela é mais ampla, esta mais restrita. A própria Teologia em si está dividida em cinco principais partes ou ramos que trabalham em conjunto; são eles:

1. Teologia Exegética,

2. Teologia Histórica,

3. Teologia Bíblica,

4. Teologia Sistemática e a

5. Teologia Prática.

Tags

362 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Close

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker