Esboços e PregaçõesEstudos BiblicosSe alimentando da Palavra

Conselhos de Deus para não perdemos as promessas

Conselhos de Deus para não perdemos as promessas.

 

 

Hebreus 3. 7-19

 

 

Neste texto o escritor nos adverte a observarmos os fracassos de nosso irmãos no passado, para que não venhamos cair nos mesmos erros, e sermos banidos da presença de Deus.

 

O mal exemplo dos Israelitas no deserto, logo após serem tirados do Egito, pelas mãos fortes e poderosas do Nosso Deus, duvidaram da promessa de possuírem uma terra boa, e cidades construídas para habitarem, murmuraram contra Deus e por castigo morreram sem tomar posse de suas bênçãos. Deus indignou-se contra aquela geração e não entraram em seu repouso.

 

No versículo 12 Observamos que se não vigiarmos qualquer um de nós pode apartar do Deus vivo, e voltar ao estado de escravidão do pecado.

O pecado é sedutor, enganoso, indutor e passo a passo vai tornando o coração endurecido para com Deus e sua palavra, e assim o afastamento da pessoa é inevitável.

 

No versículo 13 um conselho a exortarmos uns aos outros no tempo que se chama hoje, é necessário manter em nós a porta aberta para recebermos os conselhos da Palavra de Deus, para não cairmos nos mesmos erros.

 

Os conselhos dos versículos 14 e 15, é para retermos firmemente o principio de nossa confiança até o fim, e ao ouvir a Sua voz não endurecermos os nossos corações, como fizeram na provocação contra Deus no deserto.

 

Devemos divorciamos de tudo que possa ser barreira contra a nossa fé;

De todo mal pensamento

De todas as palavras vãs

De todos os olhares perniciosos

De todo mal conselheiro, livro, filmes, musica, etc.

 

Não sermos infantis como somos aconselhados em Efésios 4.14. Deixando-nos sermos conduzidos por pessoas enganosas, persuasivas, permissivas. Com um sistema maligno onde o erro está perfeito que parece bom, e só quem esta vivendo a verdade pode detectá-lo com a ajuda do Espirito Santo.

Deus não aceita aparência espiritual, mascara, falsa adoração, falso sacrifício, falsa humildade. Somos observados todo o instante por Deus, os anjos e os homens.

A atitude de um individuo, e a face do seu interior, por isso Jesus disse que pelo fruto conhecereis a Árvore.

 

Lucas 6.44,

Porque cada árvore se conhece pelo seu próprio fruto; pois não se colhem figos dos espinheiros, nem se vindimam uvas dos abrolhos.

 

Aquele que vive numa vida de falsidade até assume responsabilidades como casamento, cargos na igreja, mas não tem compromisso, que é empenhar-se naquilo que assumiu.

 

Deus procura servos com comprometimentos constantes, Lucas 9.62 “Ninguém lança a mão do arado e olha para traz não está apto para o reino de Deus“.

 

Aquele que começa a olhar para traz sua fé é sufocada pela incredulidade, as Escrituras sagradas começam a ser esquecida ou distorcida. O crescimento espiritual é minguado e prevalece o carnal, ansiedades por conquistas materiais superam tudo que é espiritual. Passa a operar a má conduta e por muitas vezes a perca do lar, família, satanás forma uma fortaleza ao redor desta pessoa, fazendo-a minguar, já não mais sente-se a vontade próximo aos lideres espirituais, da casa do Senhor e se afasta dos servos fiéis.

 

Só o Sangue de Jesus para destruir esta fortaleza satânica.

 

Hebreus 3.13 repetimos como conclusão. No tempo que se chama hoje vigiemos para não entrarmos por um caminho sem volta.

 

 

 

Avanete de Sá

Missionaria e Bacharel em Teologia

Tags

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Close

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker