DestaqueEstudos Biblicos

A Bíblia e a bebida Alcoólica

O vinho é escarnecedor, a bebida forte alvoroçadora; e todo aquele que neles errar nunca será sábio. (Provérbios 20:1)

 

Ninguém escolhe ser um bêbado, mas muitos têm sido enganados ao procurar prazer, refúgio, solução, ou gozo na bebida forte.

 

No texto Bíblico acima diz: o vinho é escarnecedor e a bebida forte alvoroçadora, e que são tolos os que envolvem com isso.

 

Mesmo que alguém nunca faça a leitura deste versículo, pela sua vida cotidiana sabe que isto é uma verdade.

Quantos são escarnecidos por estarem embriagados ou quantos andam inquietos, agitados, perturbados e fazem motim por estarem embriagados.

Para quem são os ais? Para quem os pesares? Para quem as pelejas? Para quem as queixas? Para quem as feridas sem causa? E para quem os olhos vermelhos?

Para os que se demoram perto do vinho, para os que andam buscando vinho misturado. (Provérbios 23:29-30)

 

Neste texto fala para quem são os ais, pesares, pelejas, queixas feridas – olhos vermelhos: para aqueles que se detém nas bebidas.

 

Os israelitas eram grandes produtores de bebidas, como o vinho e vinagre feitos da uva, mas os escritores do A.T inspirados por Deus estavam sempre os alertando sobre os perigos do uso dessas bebidas, as quais limitavam as pessoas a fazerem um julgamento claro, correto naquilo que precisassem resolver.

 

Não é próprio dos reis, ó Lemuel, não é próprio dos reis beber vinho, nem dos príncipes o desejar bebida forte;

Para que bebendo, se esqueçam da lei, e pervertam o direito de todos os aflitos. (Provérbios 31:4,5)

 

A bebida forte obscurece a mente e pode levar a pessoa cometer injustiças, tomar decisões que a fará sofrer para o resto da vida.

 

A bebida forte limita a capacidade de autocontrole, destrói a eficiência, corrompe o ser humano, o atrapalhando na vida social, familiar, intelectual e na saúde.

 

Muitos bebem bebidas fortes para fugir de sua realidade, mas encontra-se é com as consequências. Todos que se rende ao poder da bebida se tornam inconsequentes, descontrolados e muitos até violentos.

 

Quando a Bíblia reprova o uso de bebidas fortes não se refere a uma em si, mas todas que possam deixar a pessoa incapaz de um bom raciocínio, como adoraremos e serviremos a Deus sem sobriedade. Como nos apresentaremos a Ele em um culto racional se estivermos embriagados?

 Rogo-vos, pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis os vossos corpos em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional. (Romanos 12:1)

 

E não vos embriagueis com vinho, em que há contenda, mas enchei-vos do Espírito; (Efésios 5:18)

 

No vinho a embriagues e traz contendas, Paulo fala do vinho como aquele que traz uma momentânea alegria, sensação de prazer, ou superioridade levando a contendas e que ao contrario devemos estarmos cheios do Espirito Santo e termos uma alegria duradoura.

 

A bebida forte traz a depressão, monotonia, tensão. Estar cheio do Espirito Santo é saltar de alegria para a vida eterna, é fonte de alegria em seu ventre (João 4:14).

 

Mas, se aquele servo disser em seu coração: O meu senhor tarda em vir; e começar a espancar os criados e criadas, e a comer, e a beber, e a embriagar-se, (Lucas 12:45)

 

Jesus fala do servo infiel que pensando que o Senhor tarde virá começa a embriagar-se e a tomar atitudes indevidas, o Senhor virá na hora em que não penseis e dará a recompensa a esse servo com os infiéis.

 

Porque os que dormem, dormem de noite, e os que se embebedam, embebedam-se de noite. (1 Tessalonicenses 5:7)

 

Diz os que se embriagam são da noite (trevas) os sóbrios são do dia (luz) somos conhecedores de quem é a Luz (João 8:12) Jesus é a Luz.

 

Em todos os lugares onde a orgias encontram-se as bebidas de todas as espécies, as drogas e tudo que possam tirar a lucidez, o brilho de alguém, ali também se encontram as blasfemas contra Deus e a própria morte. Há Muito mais à escrever amados leitores, mas deixo esta pequena reflexão e uma pergunta a todos.

Qual o melhor local a estarmos com os sóbrios na luz? Ou com os embriagados nas trevas?

Sejamos Sóbrios!

 

 

 

 

Avanete de Sá

Missionária e Bacharel em Teologia

Tags

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Close

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker