Esboços e Pregações

Pecado e Misericórdia

É comum nas igrejas ter pessoas que se acham fortes e cristã suficiente para aguentar matar a carne. E de fato existe pessoas assim. O problema vem quando as mesmas acham que, por não caírem fácil, são dignas de proferir palavras de condenação ao pecado alheio.

Um dos incríveis exemplos bíblicos é Paulo, um profeta renomeado, estruturado, revestido de autoridade divina, mas que ficou sabendo (por fofoca) que alguém dentro da Igreja estava cometendo pecados abomináveis. Assim, na primeira carta aos Coríntios Paulo resolve condenar um jovem que cometeu a iniquidade:

Por toda parte se ouve que há imoralidade entre vocês, imoralidade que não ocorre nem entre os pagãos, a ponto de alguém de vocês possuir a mulher de seu pai.
E vocês estão orgulhosos! Não deviam, porém, estar cheios de tristeza e expulsar da comunhão aquele que fez isso?
Apesar de eu não estar presente fisicamente, estou com vocês em espírito. E já condenei aquele que fez isso, como se estivesse presente.
Quando vocês estiverem reunidos em nome de nosso Senhor Jesus, estando eu com vocês em espírito, estando presente também o poder de nosso Senhor Jesus Cristo,
entreguem esse homem a Satanás, para que o corpo seja destruído, e seu espírito seja salvo no dia do Senhor.
1 Coríntios 5:1-5

Paulo chamou atenção dos lideres, questionando o porquê ninguém se levantou para exortar aquele jovem que estava escandalizando, pois o pecado era tão boçal que nem entre os gentil se havia tamanho erro. Por outro lado, é cabível destacar que o Jovem acusado de tal pecado vinha de uma família desestruturada, o pai não estava mais com a mãe (a bíblia não retrata se foi por separação ou porque ficou viúvo), o jovem cresceu sem estrutura familiar. Completamente diferente de Paulo, onde veio de uma família com boas condições e com uma base forte. Além do mais, Paulo era o pastor da igreja de coríntios. E o pastor não pode jogar as ovelhas fora, pelo contrário, ele precisa dar a vida pelas ovelhas. Um bom pastor enfrenta ursos, lobos e o que tiver na frente para proteger a ovelha ferida.

Mas o aposto Paulo, ao condenar esse jovem, se esqueceu do que Jesus disse:

Em verdade vos digo que tudo o que ligardes na terra será ligado no céu, e tudo o que desligardes na terra será desligado no céu.
Mateus 18:18

O que chama atenção é que: O Pastor de uma igreja estava condenando um jovem devido ao seu pecado.

Paulo era um grande profeta, usado e cheio de autoridade, mas ainda não conhecia o amor e misericórdia. E de fato, Paulo não conheceu o amor de Cristo no caminho para Damasco, ou quando ressuscitou um morto por ter caído do segundo andar da igreja e ter quebrado o pescoço… Paulo conheceu amor de Cristo no caminho para a Macedônia. E o que houve na Macedônia? a bíblia não diz.

Só sabemos que Paulo, resolveu voltar e escrever a segunda Carta aos Coríntios, e ele começa a carta assim: Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai das misericórdias e o Deus de toda a consolação;

E durante a Carta Paulo demonstra ter aprendido algo muito importante e fala para a igreja que devemos consolar aquele que caiu. Paulo reconhece que ele não perdoou, mas algum anônimo, lá na igreja de Coríntio se levantou e rogou a favor de manter aquele jovem dentro do Corpo de Cristo.

De maneira que pelo contrário deveis antes perdoar-lhe e consolá-lo, para que o tal não seja de modo algum devorado de demasiada tristeza.
Por isso vos rogo que confirmeis para com ele o vosso amor.
E para isso vos escrevi também, para por esta prova saber se sois obedientes em tudo.
E a quem perdoardes alguma coisa, também eu; porque, o que eu também perdoei, se é que tenho perdoado, por amor de vós o fiz na presença de Cristo; para que não sejamos vencidos por Satanás;

2 Coríntios 2:7-10

Continuando sua carta, Paulo entra no modo de desespero, tenta esconder mas não dá pois chegou ao limite mas não poderia levar até os pastores, assim, confessa que tem um espinho na carne e quando pediu o Senhor para que tirasse, pois Satanás o acusava constantemente, Deus se recusou a tirar.

E, para que não me exaltasse pela excelência das revelações, foi-me dado um espinho na carne, a saber, um mensageiro de Satanás para me esbofetear, a fim de não me exaltar.
Acerca do qual três vezes orei ao Senhor para que se desviasse de mim.
E disse-me: A minha graça te basta, porque o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza. De boa vontade, pois, me gloriarei nas minhas fraquezas, para que em mim habite o poder de Cristo.

2 Coríntios 12:7-9

Paulo não teve o Espinho tirado de sua carne pois Deus queria mostrá-lo que o Reino dos Céus não dependia de santos. E afim de que ninguém se exalte pelos feitos, o pecado está em todos e somente o Sangue de Jesus nos purificam.

O que aprendemos é: Muito cuidado ao proferir palavras exortando pessoas, pois podemos matar a fé de alguém. A anatomia diz que o músculo mais forte é a língua, por isso que palavras, quando proferidas de maneiras desequilibradas, faz mais estragos do que socos e tapas.O papel de convencer o homem do pecado, justiça e Juízo não é de nenhum humano aqui na terra, mas sim do Espírito Santo, e lembrem-se:

Pois da mesma forma que julgarem, vocês serão julgados; e a medida que usarem, também será usada para medir vocês.

Mateus 7:2

Tags

Kevin Jhon

Kevin Jhon é o criador do projeto IDE, responsável pela parte técnica do site, youtube e aplicativo, juntamente com outros membros. Atualmente cursa faculdade de Direito mas é apaixonado e formado na área de tecnologia. Na igreja, é só mais um jovem no meio da mocidade que anima os amigos para projetos em grupos e buscar a Deus no monte :)
Close

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker